Passear. Estar em contacto com a natureza, longe desta vida urbana que nos rouba um pouco da alma todos os dias. Isto é o que me faz relaxar, recuperar energias e esquecer um pouco o mundo.

Desta vez fui recuperar energias por terras do Minho, no Parque Nacional do Peneda Gerês, explorar o caminho que dá às antigas minas, também conhecido pelo trilho dos carris. Não é um percurso fácil de se fazer, sendo que água, algo que se mastigue e um chapéu são algo recomendável. De Outono e Inverno talvez não seja de todo recomendável fazer este caminho pelas longas horas de caminhada quer para cima, quer para baixo, como o vento gélido que se faz sentir lá no topo. Deixo aqui um pequeno registo deste belo parque com algumas fotos e descrição.

O Parque Nacional da Peneda Gerês ou conjunto serrano da Peneda Gerês, situa-se no extremo nordeste do Minho, estendendo-se até Trás-os-Montes, desde as terras da Serra da Peneda até a Serra do Gerês – daí a sua designação -, sendo recortado por dois grandes rios, o Rio Lima e Cávado. Fazendo fronteira com a Galiza, abrangendo os distritos de Braga (concelho de Terras de Bouro), Viana do Castelo (concelho de Melgaço, Arcos de Valdevez e Ponte da Barca) e Vila Real (concelho de Montalegre) numa área total de cerca de 70 290 hectares. O Parque Nacional da Peneda Gerês abrange território de 22 freguesias distribuídas pelos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço, Montalegre, Ponte da Barca e Terras de Bouro. Esta Área Protegida forma um conjunto com o parque natural espanhol da Baixa Limia – serra do Xurés, constituindo com este, desde 1997, o Parque Transfronteiriço Gerês Xurés e a Reserva da Biosfera com o mesmo nome.

O Parque Nacional da Peneda Gerês é considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera.

photo-09-11-16-23-33-34

É uma das maiores atracções naturais de Portugal, pela rara e impressionante beleza paisagística e pelo valor ecológico e etnográfico e pela variedade de fauna (corços, garranos, lobos, aves de rapina) e flora (pinheiros, teixos, castanheiros, carvalhos e várias plantas medicinais). Estende-se desde a serra do Gerês, a Sul, passando pela serra da Peneda até a fronteira espanhola.

photo-09-11-16-23-35-24

Inclui trechos da estrada romana que ligava Braga a Astorga, conhecida como Geira. No parque situam-se dois importantes centros de peregrinação, o Santuário de Nossa Senhora da Peneda, réplica do santuário do Bom Jesus de Braga, e o de São Bento da Porta Aberta, local de grande devoção popular.

Parque Nacional da Peneda Gerês
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
photo-09-11-16-23-41-50
Localização Minho e Trás-os-Montes
Dados
Área 70 290 hectares
Gestão Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade
Coordenadas   41° 43′ N 8° 09′ O

A natureza e orientação do relevo, as variações de altitude e as influências atlântica, mediterrânica e continental traduzem-se na variedade e riqueza do coberto vegetal: matos, carvalhais e pinhais, bosques de bétula ou vidoeiro, abundante vegetação bordejando as linhas de água, campos de cultivo e pastagens. As matas do Ramiscal, de Albergaria, do Cabril, todo o vale superior do rio Homem e a própria Serra do Gerês são um tipo de paisagem que dificilmente encontra em Portugal algo de comparável.

photo-09-11-16-23-39-06

Estas serranias já foram solares do Urso pardo e da Cabra montesa. O Lobo vagueia num dos seus raros territórios de abrigo. A Águia-real pontifica no vasto cortejo das aves. Micro-mamíferos vários, caso da Toupeira-de-água, diversidade de répteis e anfíbios e uma fauna ictiológica que inclui a Truta e o Salmão enriquecem o quadro zoológico.

É um momento estranho. Parece que, de repente, ficamos extasiados perante tanta beleza. No coração deste vale (de Albergaria), diante do silêncio entrecortado pelo ruído do rio, assumimo-nos encantados perante tamanha beleza.

photo-09-11-16-23-37-56

O passado traduz-se nos castelos de Castro Laboreiro e do Lindoso, monumentos megalíticos e testemunhos da ocupação romana. A geira, o antigo caminho que conduzia os legionários de Bracara Augusta a Astorga, sobrevive num trecho da antiga calçada e nos curiosos marcos miliários. Curiosos povoados, a arquitectura dos socalcos, paradas de espigueiros, a frescura dos prados de lima, animam um quadro em que a ruralidade ainda está presente.

Há também a Ponte da Mizarela, segundo a lenda foi construída pelo demónio, esta antiga ponte românica situa-se na freguesia de Ferral, no concelho de Montalegre. Nesta ponte travou-se uma importante batalha contra os franceses a quando das invasões, em que os populares saíram vitoriosos, derrotando assim o exercito francês.

photo-09-11-16-23-40-06

Antigas minas dos carris

Estas antigas minas encontram-se situadas na Serra do Gerês em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês e encontram-se a uma altitude de 1440 metros. Este antigo complexo mineiro é composto por uma variedade de edifícios em ruínas nas quais é possível aprender e perceber um pouco mais da história da exploração do volfrâmio em Portugal. A visita a estas velhas minas requer  um cuidado especial com o frágil ambiente pois estas encontram-se numa zona protegida e de alcance complexo para alguns..

photo-09-11-16-23-40-43

(Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Parque_Nacional_da_Peneda-Ger%C3%AAs)

Advertisements