Este fim de semana foi um fim de semana diferente. Fomos à terra festejar em família um aniversário. Já lá estávamos e estávamos, por isso, nada como aproveitar e passear um pouco por mais uma bela terra do nosso fabuloso país, Cabeceiras de Basto.

Cabeceiras de Basto é uma vila portuguesa no Distrito de Braga, região Norte e sub-região do Ave, com cerca de 4 600 habitantes.

É sede de um município com 241,82 km² de área e 16 710 habitantes (2011), subdividido em 12 freguesias. O município é limitado a norte por Montalegre, a nordeste por Boticas, a leste por Ribeira de Pena, a sueste por Mondim de Basto, a sul por Celorico de Basto, a oeste por Fafe e a noroeste por Vieira do Minho.

Localização de Cabeceiras de Basto
Gentílico Cabeceirense
Área 241,82 km²
População 16 710 hab. (2011)
Densidade populacional 69,1  hab./km²
N.º de freguesias 12
Presidente da
câmara municipal
Francisco Alves (PS)
Fundação do município
(ou foral)
1514
Região (NUTS II) Norte
Sub-região (NUTS III) Ave
Distrito Braga
Antiga província Minho
Orago São Miguel
Feriado municipal 29 de setembro (S. Miguel)
Código postal 4860

Foi nesta bela terra em passeio, cheguei a conhecer o Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto e é sobre ele que escrevo hoje.

photo-14-11-16-13-51-01

O Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, também referido como Convento de Refóios, localiza-se na freguesia de Refojos de Basto, concelho de Cabeceiras de Basto.

O primeiro documento relativo ao Mosteiro data de 1122. Pouco mais tarde, em 1131, D. Afonso Henriques concedeu carta de couto ao mosteiro.

As obras do atual edifício tiveram início em 1755, sendo acordadas entre o arquiteto bracarense André Soares e o então abade, Frei Francisco de São José. Na fase final das obras registou-se a chegada ao mosteiro de Frei José de Santo António Vilaça, que ali trabalhou de 1764 a 1770.

Com a a extinção das ordens religiosas (1834), o Estado alienou o imóvel.

O conjunto da igreja e sacristia encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público desde 31 de Agosto de 1933.

A fachada da igreja distingue-se pelas suas grandes dimensões. Nos lados direito e esquerdo estão colocadas as estátuas em tamanho natural do fundador da Ordem de São Bento – São Bento de Núrcia -, e de Santa Escolástica.

photo-14-11-16-12-11-32

É o único dos 29 mosteiros Beneditinos em Portugal a possuir um zimbório.

(Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mosteiro_de_S%C3%A3o_Miguel_de_Refojos_de_Basto)

 

Advertisements